4 de junho de 2010

Alma

Este frescor que me acalma,
Adormece todo o meu ser.
Arrefece-me a alma,
Desorienta o meu querer.
Refreia-me o desejo,
Seca-me a veia da paixão,
Apaga-me o passado,
Mas anima meu coração.

Sem comentários:

Enviar um comentário